Embaixada do Reino dos Países Baixos em Brasília, Brasil

Importar animais (domésticos) nos Países Baixos

Informações sobre exportação e Circulação de Cães, Gatos e Furões do Brasil para o Reino dos Países Baixos e União Européia.

Exportação e Circulação de Cães, Gatos e Furões do Brasil para o Reino dos Países Baixos e União Européia

Desde 3 de julho de 2004, passaram a vigorar somente as normas de um Regulamento Europeu para a importação e trânsito de determinados animais domésticos, tais como cachorros, gatos, furões, provenientes do Brasil e com destino ao Reino dos Países Baixos e União Européia (exceto Reino Unido, Irlanda, Malta e Suécia).

Ao entrar no Reino dos Países Baixos com cães, gatos e furões, com objetivo não comercial, é preciso satisfazer as seguintes exigências (entre outras):
- o animal precisa estar identificado por uma tatuagem legível ou por um microchip inserido subcutaneamente;
- vacinação anti-rábica;
- certificado veterinário uniforme da UE para identificação do animal, nome e endereço do dono e a certificação que o animal foi vacinado com anti-rábica. A primeira vacinação é valida 21 dias após feito o protocolo de vacinação.

Animais importados do Brasil devem ser submetidos a uma análise serológica antirábica para comprovar a vacinanção anti-rábica do animal. Um amostra de sangue do animal deve ser levado para um médico veterinário autorizado (laboratórios) pelo menos três meses antes da viagem, com um resultado satisfatório.

Maiores informações podem ser obtidas, em inglês, no site do Ministério de Assuntos Econômicos, Agricultura e Innovação: https://www.government.nl/topics/agriculture-and-livestock/contents/animals/prevention-and-control-of-animal-diseases; ou no site da Comissão Européia.

Ver também