Embaixada do Reino dos Países Baixos em Brasília, Brasil

Apoio financeiro cultural

Na Holanda, há diversas possibilidades para solicitar apoio financeiro para a realização de projetos culturais no exterior. Várias instâncias possuem meios para apoiar tais projetos, dentre eles: Mondriaan Stichting, Fonds voor de Amateurkunst en Podiumkunsten, Nederlandse Fonds voor de Film (Fundação Mondriaan, Fundação para Artes Amadoreas e Cênicas e Fundação para o Cinema).

Apoio na área do Patrimônio Cultural Comum entre o Brasil e os Países Baixos

A Embaixada do Reino dos Países Baixos em Brasília dispõe de um orçamento para apoiar iniciativas brasileiras na área do Patrimônio Cultural Comum entre o Brasil e os Países Baixos. Este orçamento tem como objetivo trabalhar em conjunto na conservação, uso, administração e visibilidade deste patrimônio partilhado. O programa visa a incentivar o intercâmbio nacional e internacional e a troca de conhecimento entre cientistas, historiadores, pessoas de arquivos, etc. sobre a presença neerlandesa no Brasil.

Cada ano a Embaixada do Reino dos Países Baixos em Brasília convida organizações para apresentar projetos na área do Patrimônio Cultural Comum. O prazo de entrega para enviar propostas, dependente do ano, é no iniciou do ano (fevereiro-março). As modalidades são divulgadas na parte “noticias” do website da embaixada.

Apoio PKP

O Ministério de Relações Exteriores também possui meios para apoiar projetos culturais. Parte desses meios é administrada pelas representações no exterior – a chamada verba para PKP. A verba para PKP destina-se a apoiar projetos culturais de forma mais modesta. Com esse recurso, a Embaixada e os Consulados Gerais podem viabilizar a realização de projetos que, sem esse apoio, possivelmente não sairiam do papel.

Apoio PKP, como funciona -Instruções para a solicitação de apoio financeiro dos Países Baixospara projetos culturais

Solicitações de apoio financeiro (da verba PKP) para projetos culturais que visam a uma maior integração entre os Países Baixos e o Brasil podem ser entregues na Embaixada, em Brasília, ou no Consulado Geral, seja no Rio de Janeiro ou em São Paulo. Para facilitar o processo de avaliação e evitar correspondência desnecessária, listamos, abaixo, algumas instruções e/ou observações.

A solicitação deve estar documentada da forma mais completa possível.
Isto significa, entre outros, que as seguintes informações devem estar claras:
- data/período do evento;
- lugar do evento;
- papel desempenhado pela contraparte no evento;
- caráter Neerlandês do evento;
- público alvo.

Além disso, deve ser apresentado um orçamento que deixe claro todos os custos envolvidos no projeto. É fundamental que:
- seja apresentado um planejamento indicando como se pretende chegar a financiar o projeto na íntegra; e que
- haja transparências nos valores já aprovados por outros patrocinadores.

Todos os valores apresentados na planilha de custos devem ser realistas e justificáveis (preço de passagem aérea ou de pernoites em hotel). Em caso de cessão de espaço, o valor não deve ser quantificado, a não ser que o valor possa ser documentado. Despesas indiretas não devem exceder 7,5%.

Deve haver um equilíbrio entre os custos e a abrangência do projeto, e entre o valor solicitado e o orçamento total do projeto. O objetivo do valor solicitado deve estar claramente definido e ser fundamental para a realização do mesmo (não é lucro).

No caso de turnê por diversos países/cidades, deve ser apresentado o orçamento da turnê como um todo, eventualmente subdividido em orçamentos por país/cidade.

Caso a solicitação seja atendida, após o término do evento, deve ser entregue um relatório financeiro das despesas finais/reais de todo o evento, acrescido de todas as notas fiscais originais que compõem a parte custeada pela Embaixa ou Consulado Geral, relacionando os custos efetivos ao orçamento original que originou o contrato de apoio financeiro. Essa prestação de custos deve evidenciar a coerência do orçamento original. Além desse relatório, também deve ser apresentada uma avaliação geral da atividade cultural pela contraparte brasileira, contendo a quantidade de público, a repercussão do evento e um clipping.

Aprovado o apoio, será feito um contrato de acordo com as regras vigentes internamente e 80% do valor serão pagos quando da assinatura do mesmo. Os 20% restantes serão pagos após o término do evento, quando da entrega dos relatórios.

Dutch Culture - Brazil Desk

O Brasil é um país prioritário na política cultural internacional holandesa. O país é um importante parceiro econômico para a Holanda. Os laços históricos remontam ao século XVII. O patrimônio cultural que os dois países têm em comum é de grande valor para a Holanda. Além disso, a dinâmica, a riqueza e o alto desenvolvimento do setor cultural brasileiro atraem artistas e organizações culturais holandesas interessadas em trabalhar internacionalmente.
Para mais informações, segue o link: http://brasil.nlembaixada.org/apendices/brazil-desk-dutchculture.html